6 de mar de 2011

A Infinita Misericórdia de Deus!


“Erguendo-se Jesus e não vendo ninguém mais além da mulher, perguntou-lhe: mulher, onde estão teus acusadores? Ninguém te condenou? Respondeu ela, ninguém, Senhor! Então, lhe disse Jesus, nem Eu tampouco te condeno; vá e não peques mais." (S. João; Cap. VIII)
«A alegria é um bem cristão. Só desaparece com a ofensa a Deus, porque o pecado é fruto do egoísmo e o egoísmo é a causa da tristeza. Mesmo então, essa alegria permanece no fundo da alma, pois sabemos que Deus e a sua Mãe nunca se esquecem dos homens. Se nos arrependermos no santo sacramento da penitência, Deus vem ao nosso encontro e perdoa-nos.
No sacramento da Penitência, Jesus perdoa-nos. Nele se nos aplicam os méritos de Cristo, que por nosso amor está na Cruz, de braços estendidos e pregado ao madeiro, mais do que com os cravos, com o Amor que nos tem.
Repara que entranhas de misericórdia tem a justiça de Deus! - Porque, nos julgamentos humanos, castiga-se quem confessa a culpa; e, no divino, perdoa-se. Bendito seja o santo Sacramento da Penitência!”
Quando pensares na morte, não tenhas medo, apesar dos teus pecados. Porque Ele já sabe que O amas... e de que massa és feito. Se tu O procurares, Ele acolher-te-á como o pai ao filho pródigo. Mas tens de O procurar! »
(Fontes: “Cristo que Passa”, “Forja” e “Sulco” por São Josemaria Escrivá)

Um comentário:

  1. Como são consoladoras essas palavras de São Josemaria Escrivá.
    Deus nunca se esquece de nós e está sempre disposto a nos acolher.

    ResponderExcluir