9 de mai de 2011

Bento XVI em Veneza: Não cedam às tentações do consumismo e do materialismo


Bento XVI presidiu a celebração eucarística no Parque São Juliano de Mestre, em Veneza, na manhã deste domingo, no âmbito de sua visita pastoral ao Nordeste da Itália. Participaram da missa trezentos mil fiéis.

Em sua homilia, o Papa comentou o episódio dos Discípulos de Emaús no Evangelho de São Lucas, "uma narração que jamais deixa de nos surpreender e de nos comover" – frisou o pontífice.

Este episódio mostra o que Jesus ressuscitado realiza no coração dos dois discípulos: "conversão do desespero à esperança; conversão da tristeza à alegria; e também conversão à vida comunitária. Por vezes, quando se fala de conversão, se pensa unicamente em seu aspecto fadigoso, de separação e renúncia. Ao invés, a conversão cristã é também e, sobretudo, fonte de alegria, de esperança e de amor" – disse ainda Bento XVI.

O Papa sublinhou que hoje "é necessário falar da esperança cristã ao homem moderno, oprimido, não raramente, pelos vastos e inquietantes problemas que colocam em crise os fundamentos de seu próprio ser e agir".

"Vocês vivem num contexto no qual o Cristianismo se apresenta como a fé que acompanhou, ao longo dos séculos, o caminho de tantos povos, inclusive através de perseguições e provações muito duras. São eloqüente expressão desta fé os múltiplos testemunhos disseminados em todos os lugares: as igrejas, as obras de arte, os hospitais, as bibliotecas, as escolas; o próprio ambiente de suas cidades, bem como os campos e as montanhas, todos marcados de referência a Cristo" – disse ainda Bento XVI.

"E, no entanto, hoje esse ser de Cristo corre o risco de esvaziar-se da sua verdade e dos seus conteúdos mais profundos corre o risco de reduzir-se a um cristianismo no qual a experiência de fé em Jesus crucificado e ressuscitado não ilumina o caminho da existência, como ouvimos a propósito dos discípulos de Emaús, que após a crucifixão de Jesus, voltavam para casa imersos na dúvida, na tristeza e na desilusão" – sublinhou ainda o pontífice.

Bento XVI frisou a necessidade de deixar-se instruir por Jesus, como aconteceu com os dois Discípulos de Emaús, "de permanecer com Jesus que permaneceu conosco, assimilar o seu estilo de vida doada, escolher com ele a lógica da comunhão entre nós, da solidariedade e da partilha".

"Sei como foi e continua sendo grande o compromisso de vocês em defender os perenes valores da fé cristã. Encorajo-os a jamais cederem às costumeiras tentações da cultura hedonista e às evocações do consumismo materialista" – sublinhou o Papa.

Bento XVI invocou sobre todos os venezianos a celeste proteção da Virgem Maria, de São Pio X, do Beato João XXIII e do Venerável Giuseppe Toniolo, cuja beatificação está próxima. "Essas luminosas testemunhas do Evangelho são a maior riqueza desse território: sigam seus exemplos e ensinamentos, conjugando-os com as exigências atuais. Confiem: o Senhor ressuscitado caminha com vocês, ontem, hoje e sempre" – concluiu o Santo Padre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário