9 de fev de 2011

A Prática das Virtudes...


São João Bosco, Apóstolo da Juventude, nos ensina que tal tempo é o período fundamental, para começarmos a preparar o nosso caminho pautado nas virtudes ou nos vícios. Se observarmos veremos que muitos vícios, como a bebida, o cigarro, as jogatinas, as depravações e inúmeros outros em homens maduros, começaram na juventude acompanhando-os por toda vida. E o lamentável é que há uma falsa mentalidade incutida na mente dos homens deste século... Muitos esperam a idade avançada para procurar a Deus, e para se livrar de tais vícios. No entanto, não se recordam que não temos o poder de saber qual será o último dia de nossas vidas na terra, correndo o grave risco de passar a eternidade no inferno, e deixar de gozar as alegrias do céu.
Santo Agostinho dizia que “a soberba povoou o inferno de anjos, e a impureza o enche de homens”. Portanto, devemos travar uma batalha incansável em busca da santidade, por meio da prática e exercício das virtudes cristãs. O próprio Pai nos convida a sermos santos (Lev. 19,2) e São Paulo ainda nos alerta “foge das paixões da mocidade, busca com empenho a justiça, a fé, a caridade, a paz, com aqueles que invocam o Senhor com pureza de coração” (II Tim. 2,22).
A impureza, que traz em si uma sexualidade desenfreada e o vicio das paixões é um dos pecados que mais atrai destruição para os que o praticam, “porque sabei bem, nenhum dissoluto, ou impuro, ou avarento – verdadeiros idolatras! – terá herança no Reino de Cristo e de Deus. E ninguém vos seduza com vãos discursos. Estes são os pecados que atraem a ira de Deus sobre os rebeldes” (Ef. 5,5-6). Santo Ambrosio dizia que “quem entra na luxuria, abandona a via da fé”. Portanto, a impureza é inconciliável com o seguimento cristão.
Jovem... Como cristãos batizados, somos chamados a buscar a santidade constantemente, amando a Cristo e sua Igreja... Só assim encontraremos a verdadeira felicidade!

Nenhum comentário:

Postar um comentário